quarta-feira, fevereiro 04, 2015

Mercado dos Santos - Edição do Amor

“O Mercado dos Santos é um mercado de cariz voluntário. Todos os eventos são diferentes uns dos outros, pois dependem das causas que abraçamos e dos espaços que nos cedem. Todo o valor angariado através de aluguer dos espaços para bancas e vendas das peças doadas à banca solidária reverte sempre para uma ou mais causas …”



No próximo domingo todos os caminhos vão dar ao Porto!

Quando:  Dia 8 de Fevereiro

Onde:  No Club Sportivo Nun'Álvares, no Porto (Rua Particular de Monsanto 157 4250-362 Porto). Sair na Via Cintura Interna para o viaduto da Arca Água, virar na primeira rua à direita (antes da bomba BP). O club fica situado a entrada da rua em frente à bomba!

A que horas: Das 10 às 19h

O que vamos encontrar nesta edição do Amor:  Um mercado com várias marcas presentes, música ao vivo, aulas de Yoga, aulas de dança, tatuador, massagens de Shiatsu e Tui Na, Reiki, vários workshops e apresentação de livros de alguns escritores nacionais. Bancas de comes e bebes durante o decorrer do evento.

Como evento solidário, o que terá de especial: Para além do CEDACE para fazer recolha de sangue, da possibilidade de doarem roupas e outras coisas como alimentos, entre outros, também será um evento que pretende auxiliar financeiramente nos tratamentos da Anocas e as famílias apoiadas pelo Mercado dos Santos.

Para as crianças: Animação garantida com insuflável, contadores de histórias, modelagem de balões, pinturas faciais e outras surpresas.



Mais sobre o “Mercado dos santos Edição do Amor” Aqui e Aqui!



(Eu, esta, esta e esta miúda vamos logo no sábado que é para aproveitar bem o norte! Vão dizer-nos Olá?)

sexta-feira, janeiro 30, 2015

Carta aberta aos senhores da Ryanair

Sim, a companheira de viagem da Sara sou eu e também estou danada com eles!



Já não uso o avião como meio de transporte desde Março de 2012! Estava grávida de 13 semanas quando fui a Barcelona a uma feira, e aproveitei para prolongar a estadia por 3 dias, com o marido, para aproveitar as maravilhas de viajar sem filhos pela última vez. Desde então, já passei pela fase em que morria de saudades de viajar, e agora estou na fase em que já estou resignada. Só que, fui convidada para dar um saltinho ao Porto, a propósito do Mercado dos Santos, do qual sou madrinha, e voltei a pensar em viajar de avião. Toda a gente me dizia que não compensava ir de carro nem de comboio, e eu lá fui pesquisar no site e vi que de facto, o preço ficava ela por ela ao que gastaria de carro (isto fazendo as contas a duas pessoas a viajar!), e que no que toca ao descanso de não ter que conduzir, compensava largamente ir de avião.













quarta-feira, janeiro 28, 2015

Aquele momento...

... em que um grupo de pessoas vai tirar uma foto, tu precisas de passar por eles, mas não sabes se esperas que tirem ou se passas logo!!

image


quinta-feira, janeiro 22, 2015

Que bem se está nos subúrbios #9


Não acontece com regularidade, mas por vezes lá calha ir aqui à pastelaria do lado comprar pão. Uma manhã destas, assim que entro (ainda meio adormecida e sem conseguir formar muito mais frases além do "bom dia") a dona abre-me um sorriso gigante e começa a falar sem parar! Não me lembro de muito, mas retive isto:

ELA - Ó Susana então tu eras ali de cima e não dizias nada? Eu morava ali na rua X, sabes qual é? Os meus pais ainda lá vivem e vou lá muitas vezes! Estás a ver a Mena russa que é casada co Chico do Talho? Pois!!!! Mas não te lembras de mim??? Fogoooo, tens que que te lembrar, toda a gente se lembra de mim!!! 

EU - Ah sim? Pois, não estou a ver....

ELA - Tu eras donde mêmo? Da rua Y né? Pois!!!! Já me disseram! A sério, tens que te lembrar de mim, eu andava lá na escola e antes andei no infantário na tua rua e... e... e.... (aqui devo ter desligado) então pah, sabes quem é o JP? 

EU - Sim, por acaso sei.

ELA (com olhos de bambi apaixonado) - Atão!! Eu namorei muitos anos com ele, foi o meu grande amor! Ai, ai....

EU (enquanto recebia o saco do pão das mãos do marido dela que estava ao lado e que não tirava os olhos do chão) - Errr... ah... ok.... obrigada e bom dia!



segunda-feira, janeiro 12, 2015

Vamos falar de Amor!



Se é para falar dele, então que seja de coração cheio. De olhos a brilhar, lábios a tremer, mãos a apertar aquilo que para nós é tudo. 

Que seja com a alma completa do único sentimento capaz de nos tornar pessoas melhores, de nos fazer mudar!

Que seja porque afinal, de outra coisa não conseguimos falar. 

Que seja com uma euforia nervosa que nos faça rir como se voltássemos a ter 15 anos, que nos faça perder o apetite, o sono, o interesse por tudo o que dele nos afastar. 

Que seja porque o conseguimos sentir com toda a intensidade que nos faz até aprender a gostar daquilo que nunca imaginámos. 

Que seja conseguindo encontrar sempre algo de bom no pior, que seja achando graça a tudo o que venha de onde ele grita. Que seja sentindo que está naturalmente no meio de cada conversa.

Que nada além dele consiga ter a nossa mais forte atenção e dedicação. Que seja adormecendo e acordando feliz por acreditar no sonho de um dia conseguirem sentir e retribuir de igual forma.

Que seja como um arrepio de emoção a cada pensamento que leva ao acto de dar o que de melhor temos. Que os nossos dias de sol brilhem tanto que consigam ser capazes de dar um pouco de luz onde chove.

Que mesmo não conseguindo receber de onde às vezes esperamos, sejamos capazes de não desistir de dar sempre mais porque é afinal o que está nas nossas mãos, é esta a escolha que nos cabe e nos acalmará o coração quando tudo o resto nos faltar.

E mesmo que num momento nos pareça que não temos chão porque escolhemos o amor, acreditar que um dia tudo vai ser diferente porque a vida mais cedo ou mais tarde acaba por ser justa, de uma forma ou outra.

Se é para falar de amor, que seja então com o coração a transbordar, continuando a acreditar que aquilo que nos define é tudo o que amamos!

quarta-feira, janeiro 07, 2015

2014 numa foto #30

A foto que me chegou da Catarina Andrade um bocadinho já fora de tempo, mas que não podia deixar de publicar!

"O melhor de 2014 (e o melhor desde 2011): as minhas meninas e esta relação que as une.
Sim, os animais também têm sentimentos. E apesar de andarem sempre ao estalo, quando é preciso protegem-se até adormecer de mãos dadas. Como irmãs!

O melhor da minha vida é ter estes anjos felpudos por cá!"


Aproveito para agradecer todas as participações e desejar-vos o melhor ano de sempre!